Boletim da APP – 18/12/20

Informativo eletrônico semanal da APP-Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do PR

37 deputados(as) aprovam projeto de Ratinho Junior que destrói carreira do funcionalismo

Governador e aliados(as) aproveitam pandemia para “passar a boiada” e criar dispositivos que vão impedir pagamento de promoções e progressões dos(as) servidores(as)

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou, na terça-feira (15), o projeto de lei complementar n. 19/2020, de autoria do governador Ratinho Junior, com dispositivos que, na prática, vão impedir o pagamento de promoções, progressões e qualquer outro avanço na carreira de professores(as), funcionários(as) de escola, médicos(as) e outros cargos do funcionalismo público, vinculados ao Poder Executivo estadual.

> Clique e leia a matéria completa <


APP-Sindicato reivindica que professores(as) e funcionários(as) de escola tenham prioridade na vacinação contra a Covid-19

Em reunião com direção da Seed, Sindicato também reforçou deliberação da categoria de voltas às aulas presenciais só quando houver segurança sanitária

A direção estadual da APP-Sindicato reivindicou à Secretaria da Educação (Seed) que professores(as) e funcionários(as) de escola tenham prioridade na vacinação contra a Covid-19. O pedido foi apresentado na tarde de quinta-feira (17) em reunião com a direção da pasta. Durante o encontro, ainda foi cobrado o atendimento de outras pautas da categoria.

> Clique e leia a matéria completa <


Reforma Administrativa: desculpa para acabar com o serviço público no Brasil

Reforma Administrativa será uma volta ao passado e irá eliminar os avanços conquistados no serviço público

A proposta de Reforma Administrativa apresentada em setembro deste ano no Congresso Nacional (a PEC 32/2020) é alardeada pelo governo, pelos empresários, pela mídia e por outros defensores como algo fundamental para resolver os problemas financeiros do país.

Mas tudo que se ouve falar sobre o assunto são frases feitas e uma série de reproduções de conceitos vagos, vazios e sem qualquer respaldo na realidade.

A Reforma Administrativa será uma volta ao passado e praticamente irá eliminar todos os avanços conquistados pelos servidores públicos e pelos cidadãos na Constituição Federal de 1988.

> Clique e leia a matéria completa <


Sistema da dívida pública do Brasil: a verdadeira mamata

Era uma vez… a dívida pública

Responda rápido: ao ouvir falar na dívida pública do Brasil, você tem a sensação de que uma catástrofe vai acontecer se ela não for paga urgentemente?

É justamente dessa forma que alguns setores querem você sinta quando houve falar nesse assunto.

Para alguns eles, é importante manter o povo alarmado com essa história, para que eles tenham mais facilidade para aprovar reformas que retiram direito das pessoas, como a Trabalhista, a da Previdência e a Administrativa.

Na matéria completa disponível no site da APP-Sindicato, você entenderá como esse pânico é criado em nossa sociedade, como as reformas e outras estratégias são usadas contra o povo, e como a verdade tem sido ocultada de nós. Acompanhe!

> Clique e leia a matéria completa <


URGENTE: recursos do Fundeb são para a educação pública

Pressão garante recursos públicos para escola pública

Após pressão da CNTE, CUT, demais entidades e parlamentares progressistas, a Câmara dos Deputados aprovou, na noite de quinta-feira (17/12), o texto substitutivo do Senado Federal (PL 4372/20) que regulamenta o Fundeb com destinação dos recursos exclusivamente para o setor público, como previa o texto original da proposta.

O destaque do Partido Novo que previa repasse de até 10% dos recursos (R$ 16 bilhões) do Fundo para escolas privadas ligadas ao Sistema S, foi rejeitado pelos parlamentares.

Uma vitória da educação pública e derrota daqueles que queriam desviar os recursos públicos para a iniciativa privada.

> Clique e leia a matéria completa <


Documentário Fome de Justiça registra luta contra ataques a educação

A produção registrou imagens e depoimentos da ação, que durou mais de 8 dias


O governo Ratinho continua a liquidar a educação. Confira:


Garanta seus direitos. Sindicalize-se!

Acesse nosso site