Boletim da APP – 29/01/21

Informativo eletrônico semanal da APP-Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do PR

Ratinho mente e ataca a luta dos(as) educadores(as) em defesa da vida

Governador Paraná disse que Ministério Público e Judiciário estariam convencidos de que suas práticas ilegais são boas para a educação do Paraná

O governador Ratinho Junior concedeu uma entrevista nesta quarta-feira (27), onde confirmou que sua gestão é antissindical e autoritária na relação com o funcionalismo e com a administração dos serviços públicos. Nos cerca de 30 minutos de fala, Ratinho apresentou informações mentirosas e nenhuma medida para garantir prioridade na vacinação dos(as) professores(as), funcionários(as) de escolas e demais servidores(as) do Estado.

Questionado sobre a volta das aulas presenciais e a decisão da categoria de entrar em greve, caso não tenha vacina contra a Covid-19 para os(as) educadores(as) e estudantes, o governador disse que, desde sua posse, ganhou “todas as guerras” contra o sindicato que representa esses profissionais. “Nossas teses estão convencendo a população, o judiciário, o Ministério Público, de que aquilo que nós estamos implantando é melhor para os jovens e para os professores”, afirmou.

Para o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, a declaração é uma confissão de que Ratinho mentiu para os(as) servidores(as) durante a campanha eleitoral e continua usando as mídias e a imprensa para distorcer a verdade e destruir não só a educação, como todos os serviços públicos que atendem os(as) paranaenses.

“Durante a campanha o governador assinou uma carta prometendo pagar a data-base, dialogar e respeitar os servidores. Ele prometeu uma reunião com os sindicatos nos primeiros meses do seu mandato. Até hoje isso não aconteceu e dias atrás ele anunciou que não vai pagar a segunda parcela da reposição salarial do ano de 2019, de 1,5%, que vence neste mês”.

> Clique e leia a matéria completa <


CNTE divulga moção de repúdio ao governador do Paraná, Ratinho Junior

Entidade destaca que Ratinho "desrespeita professores, sindicato e pais, fazendo de seu governo um exemplo de truculência a ser evitado e repudiado"

Em resposta às declarações do governador Ratinho Junior feitas em entrevista para uma emissora de rádio, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) divulgou uma moção de repúdio. Na nota, a entidade condena as declarações do chefe do Executivo paranaense, oportunidade em que “expôs a todos a sua mentalidade atrasada enquanto gestor público”.

“Se se comportasse como um homem público moderno, saberia conviver e respeitar as diferenças. Em especial, saberia do papel civilizatório que qualquer entidade sindical representa junto à esfera pública, particularmente na defesa dos interesses dos/as trabalhadores/as. Tratar divergências políticas como guerra só desnuda a sua própria pequenez política”, diz o texto.

Confira a íntegra da moção.


Como é a educação que Ratinho Jr e Feder escolheram para seus filhos

*Por Rogerio Galindo

Com mensalidades a partir de R$ 7 mil, ISC dá destaque para disciplinas que governo quer reduzir em escolas públicas.

No extremo norte de Curitiba, pertinho da divisa com Almirante Tamandaré, um grupo de crianças e adolescentes vive praticamente num enclave estrangeiro. A língua franca é o inglês – português só nas aulas de língua e História do Brasil. Os professores não parecem brasileiros: e na maior parte dos casos não são mesmo. Vêm dos Estados Unidos, da Inglaterra, da Austrália.

O lugar nem mesmo se chama Colégio Internacional de Curitiba – é a International School of Curitiba. Ali estudam meninos e meninas de todas as idades, desde os pequenininhos até os adolescentes que estão à beira de entrar numa universidade. Antes, só filhos de executivos estrangeiros estudavam ali. Gente que vinha trabalhar nos mais altos cargos da Renault ou de outras multinacionais. Mas há alguns anos, filhos de famílias que têm condições financeira daqui também passaram a frequentar.

> Clique e leia a matéria completa <


Sindicato mobiliza educadores(as) contra redução de aulas de Arte, Filosofia e Sociologia

Segundo a APP-Sindicato, a medida afeta o desenvolvimento educacional de estudantes e ataca profissionais das respectivas disciplinas

Durante a manhã de terça-feira (26), Professores(as) e Funcionários(as) de escola estiveram mobilizados em frente a Secretaria de Estado da Educação (Seed) para denunciar a redução de horas aulas de Filosofia, Sociologia e Arte no Estado do Paraná. Os(as) Educadores(as) denunciam também o retorno das atividades presenciais nas escolas, pois coloca em risco a dos(as) trabalhadores(as) e estudantes e os ataques do governador Ratinho Jr e do Secretário da Educação, o empresário Renato Feder, aos trabalhos e direitos da categoria.

Ao longo da manifestação, os(as) presentes destacaram que a medida instaurada pela instrução normativa 011, representa um retrocesso para a educação pública paranaense, já que matérias como Filosofia, Arte e Sociologia auxiliam os(as) alunos(as) a desenvolverem senso crítico, além de sobrecarregar e ameaçar empregos de milhares de profissionais das respectivas disciplinas.

> Clique e leia a matéria completa <


APP-Sindicato orienta Professores(as) sobre recursos da Prova para PSS

Após diversas denúncias, o Sindicato cobra a revogação do edital 47/2020

Diante de diversos problemas na realização, correção e resultados provisórios da prova para o Processo Seletivo Simplificado (PSS) para Professores(as) e Professores(as) Pedagogos(as), o Departamento de PSS da APP-Sindicato elaborou uma orientação para os(as) profissionais que identificaram erros em seus resultados da prova objetiva e prova de títulos.

Segundo o departamento, aqueles(as) que constataram erros devem recorrer com um recurso às 10h do dia 28 de janeiro de 2021 às 18h do dia 29 de janeiro de 2021 no site eletrônico do CEBRASPE. O Sindicato reforça que o recurso é individual e deve ser feito na área do candidato, com o login e senha. Caso o profissional não concorde com a nota e o número de acertos, é necessário que seja relatado de forma objetiva no campo apropriado do site.

>>Acesse aqui o site do CEBRASPE<<

> Clique e leia a matéria completa <


Garanta seus direitos. Sindicalize-se!

Acesse nosso site

Facebook